Parece que o nome da Ludmilla não sai da mídia

Parece que o nome da Ludmilla não sai da mídia

No último fim de semana, a cantora participou de um evento em Salvador, na Bahia, chamado “Baile Da Santinha”. Em um certo momento do show, uma briga começou no meio do público.
A cantora, então, teria pedido a intervenção da segurança para apartar a briga.
Logo em seguida, Ludmilla teria declarado: “Ê, tem viado querendo aparecer”. Um amigo de Agripino Magalhães, ativista e representante dos direitos da população LGBT do estado de São Paulo, estava presente no evento e contou a Agripino o ocorrido.
Em conversa particular com Alexandre Baptestini, Agripino contou sobre o processo contra Ludmilla. Segundo Agripino, a resposta do empresário teria sido: “Aproveita processa o Ferdinando do Vai que Cola, a Valesca da música “Viado” etc. Um bom dia”. Nesta quinta-feira, Agripino entrará com duas representações na delegacia de polícia de repressão aos crimes raciais e delitos de intolerância.
A redação entrou em contato com a assessoria de imprensa de Ludmilla que informou que não irá se pronunciar a respeito no momento.