Nesta segunda-feira, Eike teve que dar adeus à cabeleira

Nesta segunda-feira, Eike teve que dar adeus à cabeleira

Como todos os presidiários que ingressam no Sistema Penitenciário do Rio, ele teve o cabelo cortado. Na foto, já de uniforme, o empresário estava a caminho do Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu.
As madeixas do empresário eram resultado de um tratamento feito em 2014, nos Estados Unidos, com custo entre R$ 25 mil e R$ 70 mil.

 Crédito: Guilherme Pinto